domingo, 19 de janeiro de 2020
84 98628 6001
Educação

09/12/2019 às 17h55 - atualizada em 11/12/2019 às 17h32

324

Adrovando Claro

Natal / RN

Alunos da Escola Irmã Arcângela visitam o Santuário Ecológico de Pipa
Alunos apresentaram seus conhecimentos teóricos recebidos em sala de aula
Alunos da Escola Irmã Arcângela visitam o Santuário Ecológico de Pipa
Foto: José Ramalho/Foto Clube de Natal

Os alunos da Escola Municipal Irmã Arcângela Pinheiro, localizada no bairro de Igapó, visitaram na última sexta-feira (06), o Santuário Ecológico da Praia de Pipa. A atividade didática percorre trilhas e mirantes, além de se conhecer aspectos da mata atlântica e do projeto de preservação das tartarugas marinhas.


Na entrada do santuário, os alunos apresentaram seus conhecimentos teóricos recebidos em sala de aula, anunciando os roteiros na Língua Inglesa, relacionando ainda o código de conduta da floresta e as principais trilhas existentes na reserva ecológica. Após essa atividade, alunos e professores acompanharam o guia e receberam todas as informações referentes à reserva ecológica. No trajeto de uma das trilhas observaram a floresta que abriga arvores tropical da mata atlântica, descobriram tipos de vegetação e no mirante o relevo da costa. Além de visitarem a exposição permanente do Projeto TAMAR, onde aconteceu uma palestra sobre as tartarugas do tipo Verde, Cabeçuda, Pente e de Couro que desovam naquela parte do litoral potiguar. Ao final da trilha, o grupo participou de um momento de lazer na praia do Madeiro.


A professora de Língua Inglesa e idealizadora do projeto, Sílvia Santos, comentou que a aula passeio faz parte de um trabalho interdisciplinar que tem duração desde inicio do ano letivo. “O objetivo desta aula, é ampliar a consciência à preservação da biodiversidade do litoral e compreender a importância da participação individual e coletiva no cuidado com o meio ambiente. Ainda aplicar na prática alguns conhecimentos das disciplinas envolvidas.”


A aluna Natalia da Silva Negreiros, da turma 9°A, disse que no início das aulas, começaram os estudos sobre as trilhas do Santuário de Pipa em sala de aula. “Aprendemos sobre o que o ambiente poderia nos oferecer, traduzindo da língua inglesa para portuguesa, em meio disso, os alunos concluintes criaram uma expectativa em visitar Pipa. Quando chegamos ao santuário, cada aluno teve sua participação na aula de campo, apresentando o que aprendeu sobre as trilhas e código da floresta para os seus colegas,” explicou.


O aluno Luis Felipe da Silva, da turma do 9°B, conheceu uma das trilhas que achou muito interessante porque existe um lago artificial onde os animais do santuário bebem água, além de observar as árvores e a paisagem impressionante. “Conhecemos sobre as tartarugas marinhas e que devemos preservar o meio ambiente e não usar canudos de plásticos, pois pode prejudicar muito as tartarugas. Não jogar plástico no mar ou na areia da praia,” declarou Luis Felipe.


Ana Emannuelly Dantas da Fonseca, aluna do 9º A, salientou que foi um momento especial essa visita a Pipa e muito gratificante ver o cenário ambiental do Santuário Ecológico. " Foi um imenso prazer poder desfrutar e aprender um pouco desta beleza natural," reforçou. 


A Coordenadora e professora do turno noturno da escola, Idelma Pithan, evidenciou a importância do projeto para os alunos. “Eles tiveram a oportunidade de fazer a ponte através da aula de campo ao aprendizado em sala de aula, com a vivência onde aconteceu o exercício do inglês e da Língua portuguesa. Além de quebrar a rotina do conhecimento e não ficar restrito apenas aos muros da escola,” afirmou. 


De acordo com a  professora de História, Adriana Robinson, o projeto foi muito bem aproveitado. "A aula de campo ao Santuário de Pipa foi uma excelente oportunidade dos alunos entrarem em contato com a vegetação nativa e fauna. A mata Atlântica, a qual os colonizadores desbravaram e onde habitavam algumas de nossas etnias indígenas," ponderou.


O professor de Ciências, Tobias Carvalho, revelou que o projeto de visita ao Santuário de Pipa é de extrema importância para os alunos entenderem o grande valor da biodiversidade, das teias alimentares e do desenvolvimento sustentável. “O projeto TAMAR é um excelente exemplo de iniciativa para evitar a extinção de espécies fundamentais à dinâmica dos oceanos,”  lembrou.


O encerramento do projeto na escola vai expor todos os conteúdos como textos, fotos e vídeos relacionados à preservação do meio ambiente, realizados pelos estudantes concluintes do Ensino Fundamental numa mostra coletiva.


A Chácara do Madeiro é ao mesmo tempo um monumento histórico, uma reserva ecológica e um laboratório do futuro. Atualmente a Chácara se transformou no Santuário Ecológico da praia de Pipa e é local de uma experiência científica: o treinamento e soltura de animais silvestres para recompor a antiga fauna da região. 


 

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
Mais lidas
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium