Sábado, 14 de dezembro de 2019
84 98628 6001
Economia

18/11/2019 às 09h52

24

Adrovando Claro

Natal / RN

SNA participa de seminário de produção orgânica no Rio Grande do Norte
CI Orgânicos da SNA participa de seminário de produção orgânica no Rio Grande do Norte
SNA participa de seminário de produção orgânica no Rio Grande do Norte

A diretora da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA) e coordenadora do Centro de Inteligência em Orgânicos (CI Orgânicos), Sylvia Wachsner, participou, a convite do Sebrae do Rio Grande do Norte, do II Seminário de Produção Orgânica, realizado no dia 15 de outubro, em Natal. Ao abordar o tema “Tecnologias Digitais e Bioeconomia na Agricultura 4.0”, Sylvia falou sobre o uso da tecnologia na produção agropecuária e mostrou como as inovações podem ser utilizadas por pequenos produtores e também por produtores familiares.  A diretora da SNA disse que o uso da Inteligência Artificial, por exemplo, é importante para a classificação das carcaças bovinas e que a implantação da tecnologia de Blockchain é capaz de garantir a rastreabilidade da produção ao consumidor.


“Utilizar o acompanhamento, em tempo real, com imagens, proporciona aos consumidores informações detalhadas e intensifica a transparência do processo. O uso de Blockchain é essencial no corte dos custos de transação e na redução de intermediários”, destacou Sylvia. Além disso, ela citou exemplos de máquinas e equipamentos interligados dentro de plataformas que fazem uso da Internet das Coisas (IoT), e mencionou o uso de sensores para a obtenção de dados sobre solos, pragas e insetos.Por fim, a diretora da SNA ressaltou a importância da análise de dados coletados de compradores e consumidores como ferramentas de vantagem competitiva das empresas para desenvolver novos produtos, observar o comportamento dos consumidores e promover estratégias de marketing.


Casos de sucesso


Participando do seminário, o produtor e empresário Joe Valle, da Fazenda Malunga, falou sobre seu empreendimento no Distrito Federal (DF), com mais de 50 hectares de plantação irrigada de hortaliças orgânicas, onde o solo é tratado com bokashi (composto orgânico) e a adubação se origina dos currais e da produção. Recentemente, a Fazenda Malunga – que é considerada uma das referências nacionais na produção de hortaliças orgânicas – inaugurou sua quarta unidade de comercialização de alimentos em Brasília e pretende continuar sua expansão nas principais cidades do país. Os produtos (que incluem ainda laticínios) são comercializados no DF e  distribuídos, com marca própria, para os principais varejistas nacionais.


Também presente ao evento, o agrônomo Rogério Leischewitz, consultor em produção orgânica e projetos agroflorestais, relatou suas experiências em Mato Grosso e ressaltou que “o produto orgânico deve ser saudável, sustentável, ecologicamente correto, economicamente viável, socialmente justo e culturalmente aceito”.

FONTE: SNA

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium