Sábado, 14 de dezembro de 2019
84 98628 6001
Cidades

17/11/2019 às 14h18 - atualizada em 17/11/2019 às 16h41

192

Rosinaldo Vieira

Natal / RN

Acidentes simulados em Natal marcam Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes de Trânsito
Vítimas foram atendidas no asfalto por voluntários da Cruz Vermelha/RN.
Acidentes simulados em Natal marcam Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes de Trânsito
Acidente de trânsito simulado atraiu a atenção dos banhistas. Foto: Rosinaldo Vieira

Por Rosinaldo Vieira


Dois acidentes de trânsito entre uma bicicleta e uma jovem e uma moto e outra mulher paralisaram o trânsito e a atenção dos banhistas na manhã deste domingo, na avenida Presidente Café Filho, na praia do Meio, próximo ao antigo hotel Reis Magos. A vítima da bicicleta teve ferimentos leves, no rosto e na perna, enquanto a outra, atropelada por uma moto, teve ferimentos mais graves. As duas foram socorridas por voluntários da Cruz Vermelha Brasileira/RN, mas sem risco de morrerem.


Felizmente os dois acidentes relatados no início desta matéria foram simulações de acidentes reais, com as duas mulheres que se passaram por vítimas, também sendo voluntárias da Cruz Vermelha. Está simulação fez parte da programação do Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidente de Trânsito, organizada em Natal pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU).


Segundo Kasteen Carlos, educador de trânsito e que faz parte da Subcomissão de Educação de Trânsito, do programa Vida no Trânsito Natal, da STTU, o objetivo desta data é conscientizar a população através da educação e promover a redução de acidentes. “Esta data foi instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2005. Em Natal, com as diversas campanhas e ações que a STTU tem feito, já conseguimos reduzir em 41% o número de óbitos de acidentes de trânsito, estando bem perto da meta da ONU, que estimula uma redução de até 50% dos acidentes”, disse Kasteen Carlos.


A secretária Municipal de Mobilidade Urbana, Maria Elequicina Santos, disse que o grande objetivo do evento é mostrar a população a importância de respeitar as leis de trânsito. “Apesar da redução de óbitos em 41%, o número de acidentes com vítimas fatais e lesionadas, ainda é grande. Por isso estamos desenvolvendo sempre campanhas educativas que conscientizem, principalmente as crianças, para que no futuro se tornem adultos motoristas ou só pedestres, que respeitam as leis de trânsito”, disse a secretária da STTU, Elequicina Santos.


Além da STTU também participaram da programação, a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), a Secretaria Municipal de Educação (SME), Secretaria Estadual de Saúde, Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a Cruz Vermelha do RN. Teve ainda a distribuição de material didático de conscientização para os banhistas da praia do Meio, além da simulação dos acidentes descritos acima.


Atrizes


E por falar em acidentes, as duas mulheres que participaram como vítimas da simulação, são voluntárias da Cruz Vermelha do RN. Uma delas foi Thais Cristina dos Santos Rocha, que simulou ter sido atropelada por uma moto, no momento em que ia atravessar do calçadão da avenida Presidente Café Filho, para outra calçada e que na simulação ficou bastante lesionada na altura dos joelhos. “Foi uma sensação muito ruim, principalmente porque há quatro anos passei por uma situação real de acidente de moto. Por isso sempre digo as pessoas não terem pressa no trânsito. E ainda digo mais: andem devagar e coloquem suas vidas em primeiro lugar”, disse Thais.


A outra voluntária, a também técnica de enfermagem, Roneide Alves Ferreira, simulou ter sido atropelada por uma bicicleta. “Na minha história simulada, eu vinha no calçadão andando e olhando para o celular, sem prestar atenção no que estava a minha frente. E como não vi a bicicleta, acabei me chocando com ela e me ferindo, mesmo que tenha sido levemente”, disse Roneide Ferreira.


As duas foram prontamente atendidas por voluntários da Cruz Vermelha, que fizeram os primeiros socorros das vítimas, também de forma simulada. “O que fizemos foi preparar as vítimas no local do acidente para posterior remoção delas”, disse o coordenador do Departamento de Primeiros Socorros da Cruz Vermelha Brasileira/RN, Hennes Gentil.


Também esteve presente, apoiando o evento, o presidente da Associação Cristã dos Moradores e Amigos da Praia do Meio (AMA – PM), Paulo Henrique de Lima. “Este evento é muito importante por conta da conscientização que leva para as pessoas, que pode gerar a diminuição de acidentes e consequentemente de vítimas fatais e sequeladas”, disse Paulo Henrique, que esteve junto do vice-presidente da AMA – PM, Milton França Júnior e David Lima, e o organizador do Canal Nosso Bairro, que divulga as ações da AMA – PM, nas redes sociais e que abrange também os bairros da Praia do Meio, Rocas, Brasília Teimosa e Santos Reis.


Outra integrante da AMA – PM, a enfermeira e servidora da SMS, Ana Maria Ferreira, também fez questão de prestigiar o evento. “Tenho formação também em atendimento pré-hospitalar (APH), que é o realizado em locais de acidentes, como os simulados acima, antes das vítimas irem para atendimento em um hospital. E um evento deste é muito importante para mostrar para as pessoas que todos devem se conscientizar e evitar acidentes, tendo mais atenção no trânsito”, disse Ana Ferreira.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Cinema

Cinema

Blog/coluna Tudo sobre cinema.
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium