Segunda, 16 de maio de 2022
84 98628 6001
Política

31/03/2022 às 16h03

50

Adrovando Claro

Natal / RN

Jovens semeiam o próprio futuro em viveiros de produção de mudas para doação
Lançado pelo Governo do Estado, projeto Plantando o Futuro destinará 200 mil mudas para prefeituras e agricultores(as) familiares.

Graduada em Gestão Ambiental pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), Renata Duarte de Almeida, 23, está de volta à instituição como bolsista do Projeto Estadual de Produção de Mudas Nativas “Plantando o Futuro”. Ela conta que está vivendo uma experiência muito enriquecedora de aprendizado e partilhas, que tem lhe possibilitado aprender novas técnicas de plantio em menos de dois meses de trabalho. “O projeto vai dar muito mais visibilidade para a UERN e para o curso de Gestão Ambiental. Quando o viveiro estiver pronto, tenho certeza que muita gente vai querer vir como voluntária pra ajudar”, disse ela no evento de lançamento do projeto, realizado no Campus Central da Uern, em Mossoró.


 O projeto é realizado pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf), em parceria com a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern), Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa), Fundação Guimarães Duque (FGD) e prefeituras municipais, que irão gerar responsabilidade social e ambiental das áreas abrangidas. O evento de lançamento contou com a presença da governadora Fátima Bezerra, que enalteceu a iniciativa e elogiou a integração com os jovens. 


 “Muito bom estar em Mossoró celebrando novas parcerias em prol do desenvolvimento do Rio Grande do Norte, como essas que estão viabilizando a realização do projeto Plantando o Futuro, que trata de uma temática atrativa e mais do que nunca necessária, diante de todo esse contexto de transição energética, de descarbonização do planeta”, declarou a chefe do Executivo estadual. Ao se voltar à equipe do projeto, formada por estudantes (estagiários e voluntários) e bolsistas graduados, ela elogiou o entusiasmo visível na expressão de cada pessoa ali presente. “Também faço questão de destacar a presença das prefeituras, que serão fundamentais no processo de arborização das cidades”, argumentou.


 Secretário da Sedraf, Alexandre Lima ressaltou a importância do projeto no sentido de que vai reforçar o trabalho dos quintais produtivos, contribuindo para o aumento e a diversificação da produção, garantindo a soberania alimentar e renda para agricultores e agricultoras beneficiados(as). “Produziremos 200 mil mudas nativas, envolveremos 50 municípios, principalmente os que estão situados no semiárido potiguar, e vamos contribuir para o fortalecimento da agricultura familiar em mais uma ação para o desenvolvimento rural do Rio Grande do Norte”, declarou.


 Representando as instituições parceiras, a reitora Cicília Maia declarou que a Uern tem as portas abertas para toda a sociedade, sobretudo para a classe trabalhadora. “A vocês, estudantes, eu reafirmo que nossa verdadeira essência de existir é por vocês, é por isso que buscamos fortalecer esta universidade. Se formem e ajudem a desenvolver o nosso estado”, afirmou.


 Estão sendo produzidas mudas nativas de espécies florestais, com ênfase para Craibeiras, Ipês (roxo, amarelo etc) e Catingueiras, e frutíferas como Caju, Tamarindo e Cajarana, adaptadas ao clima do semiárido. A Uern e Ufersa estão responsáveis pela produção de 100 mil mudas. O Viveiro de Mudas Nativas da Uern está em fase de implantação.


 Futuro Verde


 Aluna do curso de Engenharia Agrícola e Ambiental, graduada em marketing, a estudante Andrezza Rosa Sempre afirmou que abriu mão de tudo quando entrou no curso. “Sempre amei a área ambiental e resolvi me dedicar integralmente. Quando vi o processo de seleção do projeto, eu me interessei e confesso que desde então tenho aprendido técnicas que não conhecia e que servem para a vida”, disse entusiasmada. Para ela, o projeto mostra que o Rio Grande do Norte está no caminho certo. “O projeto Plantando o futuro nos faz pensar que o futuro é exatamente o contrário do que se vê em séries e filmes futuristas. As pessoas esquecem da importância do verde, mas é o verde que vai garantir o nosso futuro”, refletiu.


 O Projeto Estadual de Produção de Mudas Nativas “Plantando o Futuro” integra a Política Estadual de Sementes Crioulas e Mudas Nativas, amparada na Lei Estadual Nº 10.852, de autoria da deputada estadual Isolda Dantas. Presente à solenidade, a parlamentar destacou a importância de mais uma iniciativa do Governo do RN que visa o fortalecimento da agricultura familiar e o desenvolvimento rural do estado. “É uma alegria estar de volta a esta universidade para celebrar um projeto tão bonito e, ao mesmo tempo, termos tantas coisas boas para celebrar”, afirmou, referindo-se às conquistas da universidade, que são o fim da lista tríplice, a autonomia financeira e o plano de cargos, carreiras e salários.


 Representando a prefeitura de Upanema, o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Aisamaque Daliton, destacou os aspectos sócioeconômico e ambiental propostos pelo Plantando o Futuro.  “Temos cerca de 5 mil pessoas vivendo na zona rural do nosso município e cerca de70% vivem da agricultura familiar. Os quintais são os primeiros espaços dos agricultores e das agricultoras familiares para a geração de renda, por isso a relevância do projeto que vem para gerar renda e aumentar mais ainda a variedade de frutas produzidas”, pontuou.


 A viabilidade do Plantando o Futuro será por meio do programa Mais Ater - Assistência Técnica e Extensão Rural, que está sendo executado pela Sedraf em mais de 120 municípios, contemplando 700 comunidades atualmente.  O plantio das mudas deverá ser feito exclusivamente em base agroecológica, garantindo assim frutos orgânicos. A prioridade será para potencializar os quintais produtivos e garantir a soberania alimentar em atividades rurais tocadas por mulheres.


 Acompanharam a governadora os secretários de Estado: Fernando Mineiro (Segri e coordenador do Projeto Governo Cidadão), Gustavo Coelho (SIN) e Daniel Cabral (Comunicação). Também estavam presentes ao lançamento: o vice-reitor da Uern, Francisco Dantas, a prefeita de Grossos, Cíntia Sonale, o prefeito de Umarizal, Raimundo Pezão, o vice-prefeito de Baraúna, Marcos Antônio, a vereadora de Mossoró, Marleide Cunha, o diretor da Facen, Leovegildo Cavalcanti, a professora Márcia Farias, chefe do departamento de Gestão Ambiental da Uern; coordenador do Projeto Plantando o Futuro na Ufersa, Giorgio Mendes Ribeiro; a professora Márcia Farias, coordenadora do Viveiro de Mudas Nativas da Uern; professores Esdras Marchezan e Fabiano Morais, coordenadores do projeto de extensão “Vozes do Semiárido”.


 

FONTE: Ascom - RN

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2022 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium