Quarta, 01 de dezembro de 2021
84 98628 6001
Cultura

31/10/2021 às 10h51

50

Adrovando Claro

Natal / RN

Voltaire destrincha o universo do vegetarianismo
Reunião de escritos do filósofo iluminista revela consistência de suas posições sobre o consumo de carne e o tratamento cruel dispensado aos animais, “nossos semelhantes”
Voltaire destrincha o universo do vegetarianismo

“A ideia do bem e do mal só é possível se a estabelecermos em relação a nós. Os sofrimentos de um animal nos parecem ruins, porque, sendo animais como eles, protestaríamos muito se nos fizessem a mesma coisa”, escreve o filósofo iluminista Voltaire num de seus muitos textos sobre o não consumo de carne e o sofrimento causado aos animais. Este material, disperso e alusivo, chega agora reunido, em língua portuguesa, na obra Pensamentos vegetarianos, novo título da Coleção Pequenos Frascos, da Editora Unesp.


“Voltaire começa a se interessar pela questão vegetariana por volta de 1761”, anota o responsável pelo estabelecimento da edição, notas e posfácio do livro, Renan Larue. “Esse interesse tardio – ele tinha 68 anos nessa época – parece estar ligado às diversas leituras que fazia quase ao mesmo tempo: o testamento de Jean Meslier, Emílio de Rousseau, vários livros sobre o hinduísmo e principalmente o Tratado da abstinência (de carne) de Porfírio, ou Tratado de Porfírio sobre a abstinência de carne dos animais, que fora recentemente traduzido do grego para o francês (1747). A partir de 1762, o tema vegetarianismo aparece regularmente na obra de Voltaire, porém de modo disperso e alusivo. No entanto, o filósofo dedica vários trechos extensos à matança, à carne, aos animais e aos seus sofrimentos. São esses textos que estão aqui reunidos.”


Ao longo de dez capítulos, num livro curto – pouco mais de cem páginas – mas intenso e profundo, Voltaire aborda os diversos ângulos da questão vegetariana. “Há algo mais abominável do que alimentar-se continuamente de cadáveres?”, pergunta-se, em determinado momento. Em outro, quando inclui um verbete em seu dicionário sobre os animais, lamenta-se: “Que dó, que pobreza, ter dito que os animais são máquinas privadas de conhecimento e de sentimento, que agem sempre da mesma maneira, que nada aprendem, nem se aprimoram etc.” A crítica é direcionada, sobretudo, à visão de Descartes, sobre os animais-máquina, expressa em Discurso do método.


“Em suas obras, Voltaire mostra-se advogado do vegetarianismo: a leitura do ‘É preciso tomar partido’, por exemplo, ou de alguns trechos de ‘A princesa da Babilônia’ não dá margem a dúvida”, prossegue Larue. “O filósofo recusa mais ainda o carnismo, essa antiga ideologia que não se identifica e segundo a qual Deus, ou a natureza, ou o direito do mais forte, permitiria à espécie humana matar os membros das outras espécies e comer sua carne. Para legitimar seus hábitos alimentares, os carnívoros estão persuadidos que os animais foram feitos desde sempre para serem devorados pelos homens, que eles não têm alma espiritual, são incapazes de raciocínio e que não sofrem verdadeiramente quando são maltratados. Voltaire recusa firmemente cada uma dessas afirmações.” Em tempos de discussões sobre crueldade animal e impacto da pecuária para o meio ambiente, a leitura se revela atualíssima. 


Sobre o autor – François-Marie Arouet (1694-1778), mais conhecido pelo pseudônimo Voltaire, foi um escritor, ensaísta, deísta e filósofo iluminista francês.


Sobre o organizador - Renan Larue é um escritor francês, estudioso da literatura e historiador do vegetarianismo. É autor de vários livros sobre vegetarianismo ou veganismo. Atualmente, é professor associado de literatura francesa, na Universidade da Califórnia, em Santa Bárbara.


Título: Pensamentos vegetarianos


Autor: Voltaire


Estabelecimento da edição, notas e posfácio: Renan Larue 


Tradução: Constancia Egrejas


Número de páginas: 102


Formato: 11,5 x 18 cm


Preço: R$ 54,00


ISBN: 978-65-5711-027-0


Assessoria de Imprensa da Fundação Editora da Unesp

FONTE: Editora Unesp

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Livros

Livros

Blog/coluna Tudo sobre os melhores livros.
Facebook
© Copyright 2021 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium