Segunda, 16 de maio de 2022
84 98628 6001
Cidades

04/09/2021 às 14h20

81

Adrovando Claro

Natal / RN

Municípios potiguares recebem ação de educação ambiental no combate às queimadas e incêndios florestais
Blitzen em sete municípios foram realizadas para sensibilizar a população para a questão das queimadas e incêndios no Rio Grande do Norte
Municípios potiguares recebem ação de educação ambiental no combate às queimadas e incêndios florestais

Como forma de sensibilizar a população para a questão das queimadas e incêndios no Rio Grande do Norte, o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente, em parceria com a Semarh, Defesa Civil, Itep, Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Prefeituras, realizou blitzen educativas em sete cidades potiguares. A atividade faz parte da programação da Semana do Fogo, da Operação Abrace o Meio Ambiente (AMA) e do Plano Estadual de Prevenção Ambiental e Combate às Queimadas e Incêndios Florestais, o “RN Sem Chamas”. Para as blitzen, o Idema distribuiu kits com cartazes, folders e sacolas de câmbio contendo a mensagem da temática. As ações foram realizadas simultaneamente em Natal, Itajá, Currais Novos, Caicó, Serra Negra do Norte, Mossoró e Pau dos Ferros.


Para o diretor-geral do Idema, Leon Aguiar, “a ideia principal foi atuar numa força-tarefa, simultaneamente, para que a população pudesse receber conteúdo educativo sobre a importância de se preservar a Natureza, as consequências das ações destrutivas em relação ao meio ambiente e como podemos contribuir para o equilíbrio do meio em que vivemos”, disse Leon Aguiar.


Essa semana é alusiva ao combate das queimadas no Rio Grande do Norte. O gestor do Idem reforçou que as atividades estão acontecendo nos municípios potiguares, que, inclusive, estão mais sensíveis a questão da educação ambiental, "pois a efetivação das políticas públicas envolve vários setores da sociedade e que deve ser trabalhada de forma multidisciplinar e com engajamento social", completou diretor-geral do Idema.


A pedagoga e educadora ambiental do Idema, Laudecy Ferreira, esteve presente no município de Caicó e falou sobre a realização da ação. “Estivemos em Caicó somando esforços junto a Secretaria de Meio Ambiente, a Defesa Civill, ao Comitê Municipal de Educação Ambiental, aos comitês escolares de educação ambiental e a toda população. A nossa Campanha e o lançamento do Plano Estadual de Combate às Queimadas e Incêndios Florestais, na última segunda-feira (30), pela governadora Fátima Bezerra, vem justamente dialogar com a comunidade para entender que com fogo, não temos vegetação, e sem vegetação não temos água. É na soma dessas ações que conseguimos ter um meio ambiente mais equilibrado. Esse tema é importante e urgente, não somente para o Rio Grande do Norte, mas para todo o planeta Terra”, comentou Laudecy.


Em Pau dos Ferros, a bliz foi organizada pela secretaria de Meio Ambiente do município e Defesa Civil de Pau dos Ferros. Foram convidados para a ação, o Idema, a Semarh, a Defesa Civil Estadual, os coordenadores municipais de Encanto, São Francisco do Oeste, Rafael Fernandes, Marcelino Vieira, Paraná e Francisco Dantas, além do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Departamento Municipal de Trânsito de Pau dos Ferros e bombeiros civis.


O técnico da Defesa Civil Estadual, Jorimar Gomes, falou sobre a importância da integração das coordenadorias regionais. “É fundamental que todos estejam integrados com as instituições competentes para que se trabalhe e se execute essas ações de prevenção com o intuito de minimizar os incêndios florestais. Muitos municípios estão sofrendo com essa questão das queimadas devido à seca. Com certeza com essa parceria, a população terá um tempo-resposta muito menor; o acionamento será mais rápido e o combate ao incêndio também. Ficamos muito felizes com a repercussão, com a interação com as pessoas e a receptividade da população”, disse Jorimar.


O representante falou ainda sobre a participação e atuação da Prefeita de Pau dos Ferros, Mariana Almeida. “Na oportunidade, tivemos também a grata participação da prefeita Mariana, a qual deu total apoio e nos relatou sobre a felicidade de Pau dos Ferros sediar essa blitz. A gestora municipal já conversou com os órgãos para fazer essa integração não apenas no município de Pau dos Ferros, mas nas cidades vizinhas”, finalizou.


Outras blitzen serão realizadas nos demais Territórios da Cidadania.


O que o plano contempla para todo o RN:


- Ações de cidadania e educação ambiental; 


- Fiscalização preventiva (monitoramento de queimadas e pontos de incêndios); 


- Investigação e responsabilização de crimes ambientais;


- Promoção de respostas ao incêndio florestal;


- Acesso ao uso de sistemas, ferramentas e tecnologias de monitoramento;


- Levantamento dos dados das ocorrências e seus impactos socioambientais nos locais afetados como forma de subsidiar os projetos de recuperação das áreas sinistradas e o desenvolvimento das ações de pesquisa.


- As ocorrências de incêndios são oriundas da queima de resíduos sólidos (entulhos, lixões) em áreas não florestais, queima para limpeza de terrenos e em margens de rodovias, queima para cultivo agrícola, caça predatória, além da umidade relativa do ar, do período de estiagem e do aumento da intensidade dos ventos.


- A ocorrência dos incêndios florestais é mais comum nos meses de julho e agosto e se intensifica em setembro, outubro e novembro, segundo dados do Corpo de Bombeiros Militar. 


- Os incêndios decrescem nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro, isso se deve a fatores sócio climáticos como redução da umidade relativa do ar, período de estiagem, aumento da intensidade dos ventos, preparo para o cultivo agrícola. Este comportamento é recorrente e ocorre, principalmente, nas regiões Oeste, Alto Oeste e Seridó Potiguar. O uso indiscriminado dessa técnica, associada aos processos naturais aumenta as ocorrências dos incêndios florestais que, por vez, causam danos à saúde humana, desajustes à economia e desequilíbrios socioambientais (emissão de gases de efeito estufa, degradação do solo, desertificação, perda da biodiversidade, degradação do ar e da água). 


- O Código Florestal Lei nº 12.651, de 25 de maio de 2012, no Capítulo IX “DA PROIBIÇÃO DO USO DE FOGO E DO CONTROLE DOS INCÊNDIOS”, Art. 38 define que: Art. 38. É proibido o uso de fogo na vegetação, exceto nas seguintes situações: I - em locais ou regiões cujas peculiaridades justifiquem o emprego do fogo em práticas agropastoris ou florestais, mediante prévia aprovação do órgão estadual ambiental competente do Sisnama, para cada imóvel rural ou de forma regionalizada, que estabelecerá os critérios de monitoramento e controle.


Canais de Denúncias 


Infrações e Crimes Ambientais - LIGUE - 0800.281.1975


Incêndios - LIGUE - 193


Denúncias - LIGUE – 190

FONTE: INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E MEIO AMBIENTE – IDEMA

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2022 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium