Terça, 28 de junho de 2022
84 98628 6001
Economia

20/08/2021 às 17h39

130

Adrovando Claro

Natal / RN

Por que toda empresa precisa contar com a gestão de conflitos?
Muitos conflitos são inevitáveis, mas é preciso administrá-los a tempo
Por que toda empresa precisa contar com a gestão de conflitos?

Não há organizações sem conflitos, aliás, não pode haver expansão no mercado, sem antes passar por conflitos que podem beirar o caos. Na Plano Consultoria, constantemente lidamos com a gestão de conflitos nas organizações e hoje decidimos escrever sobre esse assunto tão importante.


Primeiro é preciso compreender quais conflitos são inevitáveis, afinal, uma empresa é composta por diversidade, ou seja, pessoas de diferentes personalidades e visões trabalhando juntas. Há níveis de conflitos e é imprescindível que as organizações consigam perceber os primeiros sinais para a reversão o quanto antes.


Modelo de Níveis de Conflito por Friedrich Glasl


O economista e mediador austríaco Friedrich Glasl, estabeleceu um sistema na solução do conflito, em que há 9 níveis que podem ser agrupados em 3 grandes grupos: ganha-ganha, ganha-perde e perde-perde.


Escalada do Conflito


Ganha-ganha:


1 – Endurecimento;


2 – Debate e Polêmica;


3 – Ação ao invés de Palavras.


Ganha-perde:


4 – Imagens e Coalizões;


5 – Perda do Rosto;


6 – Estratégia de Ameaça.


Perde-perde:


7 – Ataques destrutivos limitados;


8 – Fragmentação do inimigo;


9 – Juntos para o abismo.


A ideia é que as organizações consigam fazer a gestão de conflitos nos primeiros três níveis, ou seja, na fase ganha-ganha, porque até os primeiros níveis o conflito está centrado no problema que está tentando ser solucionado. Investir em uma boa comunicação interna é fundamental para reverter um cenário de crise e impedir que vá para outros níveis.


De que maneira funciona a gestão de conflitos?


O intuito da gestão de conflitos é manter sob controle a divergência entre os times. É uma maneira de ajudar a organização e colaboradores a conseguirem desenvolver trabalhos mesmo diante de conflitos.


Além da Escalada de Conflito, proposta por Friedrich Glasl, há como mensurar a ocorrência de conflitos em três diferentes ângulos:


Por estruturação


Quando existe alguma falha no fluxo de trabalho, na política da organização ou algum descontrole durante um processo de mudanças.


Por comportamento


Quando há problemas emocionais envolvidos, alguma conduta abusiva ou percepção muito distinta do que é a organização dentre os colaboradores.


Influência externa


Quando algo externo (tomando como exemplo a pandemia), impacta na rotina do negócio ou o surgimento de novas legislações.


Outras perspectivas sobre o conflito nas organizações


Segundo uma definição proposta por Thomas Kilmann em 1992, o conflito se inicia quando uma das partes entende que a outra a afetou de maneira negativa. Esse processo inclui três características: o conflito precisa ser percebido, tem que existir uma interação e há incompatibilidade entre as partes. Já para o consultor e pesquisador, Ernesto Arthur Berg, o conflito nos tempos atuais é inevitável e sempre evidente e, além disso, é fundamental para que uma empresa cresça, que saiba compreender e lidar com as divergências. Já para o escritor e consultor brasileiro Chiavenato (2004), o conflito ocorre quando as diferenças são somadas a uma interferência deliberada de uma das partes, que é quando um dos elementos tenta alcançar os seus próprios objetivos que são interligados a outra parte que interfere na busca por essas metas.


Gestão de conflitos é essencial nas empresas


Uma gestão de conflitos é uma estratégia de comunicação e mesmo em um ambiente equilibrado e harmonioso é comum que desentendimentos ocorram, desta forma, a gestão de conflitos ajuda a equilibrar pensamentos e ações que auxiliam a organização a prosseguir com as suas atividades. Para a gestão de conflitos é necessário um time específico para a condução desse controle.


Dentre as principais vantagens de contar com essa gestão é a harmonia entre as equipes e melhoria da comunicação entre os colaboradores. Por mais que um agente externo possa impactar grandemente uma organização, como é o caso da pandemia, quando alguma coisa está mal resolvida internamente, tudo tende a desestabilizar as estruturas e processos no negócio ainda mais. Não se pode esperar que uma simples percepção de conflitos vá ganhando cada vez mais força levando a algo maior e mais complexo.


 

FONTE: Daiana Barasa

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2022 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium