Sábado, 15 de maio de 2021
84 98628 6001
Geral

07/04/2021 às 14h33

37

Adrovando Claro

Natal / RN

IPC e Cesta Básica aumentam no mês de março, em Natal
O grupo Alimentação e Bebidas, que responde por 32,43% do índice geral em termos de participação no orçamento familiar, apresentou uma variação positiva de 1,15% em relação ao mês anterior
 IPC e Cesta Básica aumentam no mês de março, em Natal

O Índice de Preços ao Consumidor - IPC, da cidade do Natal, calculado pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte - Idema, através da Coordenadoria de Estudos Socioeconômicos - CES, registrou no mês de março, uma variação positiva de 0,79% em relação ao mês anterior. Com este resultado, a variação no ano ficou em 1,86%, já nos últimos doze meses (Abril/2020 a Março/2021) atingiu 6,05% e 527,75% desde o início do Plano Real.


O grupo Alimentação e Bebidas, que responde por 32,43% do índice geral em termos de participação no orçamento familiar, apresentou uma variação positiva de 1,15% em relação ao mês anterior. Os itens que mais contribuíram para esse aumento de preços foram: Frutas (6,28%), Enlatados e Conservas (3,91%), Óleos e Gorduras (2,70%), Cereais, Leguminosas e Oleaginosas (2,22%), Farinhas, Féculas e Massas (2,01%) e Bebidas e Infusões (1,12%).


O grupo Transporte apresentou neste período uma variação positiva de 2,06% em função do aumento de preços nos seguintes itens: Combustíveis (Veículos) (5,00%), Veículo Próprio (2,40%) e Transporte Público (0,25%). O grupo Habitação apresentou uma variação positiva de 0,66%. Os itens que mais contribuíram para esse aumento de preços foram: Aluguel e Taxas (3,45%) e Reparos (1,12%). 


Cesta Básica:


O custo da Cesta Básica na cidade do Natal, em março de 2021, calculado pelo Idema teve uma variação positiva de 1,70% em relação ao mês anterior. Dos treze produtos que compõem a Cesta Básica, dez tiveram  variação positiva:     Frutas (9,79%), Leite (7,56%), Café (3,84%), Margarina (3,75%), Feijão (2,28%), Açúcar (1,67%),Tubérculos (1,62%), Arroz (1,34%), Carne de Boi (1,06%), e Pão (0,44%).


As variações negativas ocorreram em três produtos restantes: Legumes (-6,28%), Óleo (-3,56%) e Farinha (-0,50%).


As despesas com os produtos essenciais, o custo com a Alimentação por pessoa foi de  R$ 461,07. Para uma família constituída por quatro pessoas, esse valor alcançou R$ 1.844,28. Se a essa quantia fossem adicionados os gastos com Vestuário, Despesas Pessoais, Transportes etc., o dispêndio total seria de R$ 5.687,06.


INFLAÇÃO NATAL


Fevereiro de 2021 - Variação no mês: 0,79% - Variação no ano: 1,86%


IPC - Janeiro - 0,57% -  Fevereiro - 0,49% - Março -  0,79%

FONTE: Comunicação Idema/RN

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2021 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium